Sobre Roberto Machado

Roberto Machado é CEO do maior shopping virtual do setor doceiro no Brasil. Transmite informações e conhecimento sobre gestão de empresas, marketing e produtividade através do blog corporativo do DoceShop e do site EmpresaPro onde ministra aulas em video.

12 Comentários

  1. Marcello Aguiar

    Excelentes informações

    Práticas essas colocações dos pormenores que realmente devem ser levados em conta em uma situação sensível como esta, levando em conta os fatores e aplicando com discernimento no momento que requer velocidade na venda, avaliando com toda a cautela gerada peloa dados o e ao mesmo tempo administrando os resultados e vendendo o produto sem os riscos da inadimplencia.
    Respeitosamente posso acrescentar tambem a aplicação visual prévia, com base na experiência dos tempos de trabalho, acrescentar no estabelecimento, perto do caixa, os passos que deverão serão seguidos pelo cliente que possa propor pagar com cheque.

    Grande abraço Roberto


  2. Oi Géssica, comentei lá sim. Realmente esqueci de colocar um link, kekeke. De qualquer forma, você encontrou nosso blog da mesma maneira que encontrei o seu. De link em link. ;)

    Um abração.

  3. jota

    boa noite , Roberto
    sobre o assunto é valido redobrar os cuidados, mas eu acho que só com a moralização dos bancos na hora de entregar um talão de cheque a uma pessoa, é que vai melhorar, como por exemplo o banco autorizar a venda mediante consulta tipo cartão de crédito.
    um abraço jota.

  4. jeziel

    muito boa suas idéias Roberto
    assim que posso verifico um a um

    obrigado


  5. Geraldo Gomes

    Sobre a questão dos Cheques, quero dar uma opinião! Apenas não consigo participar do Forum. Roberto para entrar no Forum, sugiro um caminho mais “telegivel” ou que seja encaminhado pelo menos, um “passo a passo”, para faze-lo. Cuidado com o pessoal de informatica, eles falam a linguagem deles e não a nossa, que estamos na venda. Bem sobre a questão de Dicas de cheques achei que fostes deveras “light”. “Não se combate cancer com injeção de cibalena”. Antes de se aceitar um cheque, conceder um boleto, há uma concessão de crédito! A nossa ansia de vender será que não impede de avaliarmos adequadamente o cliente??? Nós visitamos o cliete? Nós acompanhamos o desenvolvimento do cliente?? Desculpe, nas suas dicas há mais “engessamento opracional” do que interpretação de cncessão de crédito. Quero partcipar do seu Fórum, se for possivel, e trazer a luz do debate, outra visão sobre crédito, sobre aceitar cheque ou não. Um abraço!


  6. Oi Geraldo, esse artigo sobre cheques foi o primeiro e por sua natureza simples mesmo. No próximo prometo trazer o assunto mais aprofundado e menos `operacional´. ;)
    Quero saber qual é sua visão sobre o assunto. Providenciarei um mini-tutorial para facilitar a participação no forum. Ok? Entro em contato contigo, um abraço!


  7. Bh. 26 de Julho de 2009.
    Olá Roberto!
    Tudo bem?
    Essas dicas, como proceder ao receber cheques, tem tudo haver, conosco, que estamos no mercado. Só posso dizer que venho tomando meus cuidados, mas. infelizmente às vezes recebo: um ou outro cheque falsificado, clonado e outros sem fundos. Isto, porque recebo direto dos meus clientes, que são auto-peças que por sua vez, recebem dos seus clientes no balcão. Então, quando recebo, só confiro se tem o carimbo da empresa da qual recebi, levando em conta que eles já fizeram essa triagem.
    Mas, vou proceder de outra forma, como conferir o nº do cheque com os caracteres impresso.
    Agradecer por essas dicas.
    Sem mais, no momento.
    Acy Salomão.

  8. Raquel

    Quem não sabe dessas informações? Pensei q tinha algo novo afff

  9. Paula Amanda

    Bom Dia!
    Roberto, para mim algmas das técnicas que vc falou já não me era novidade, porém essa de comparar o número do cheque impresso com o que aparece registrado em caracteres magnéticos na parte inferior da folha foi surpreendente até pq sabemos quê, quem tem culpa tb tem muita pressa e todos esses detalhes ha vista de um bandido, incomoda-o e muito. Outro ponto que achei muito interressante foi a atenção minha de observar se o emitente anota o valor e a data do cheque no canhoto do talão. Achei sua publicação um aumento em nosso conteúdo chamado EXPERIÊNCIA!
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>